Data: 01/01/2010 08:00:00
Mário Gracho

Enviar esta notícia para um amigo

Webline Sistemas

Ex-Presidente  Mário Gracho

 

Período: 01/01/1954 a 11/01/1955

 

 

Nasceu em São Paulo, Capital, aos 10 de setembro de 1923, filho de Mario Gracho Pinheiro Lima e Adelina Barbosa Pinheiro Lima.

Em meados de 1948, trabalhando para a Companhiia Saad do Brasil S/A, fixou residência em Presidente Prudente, onde construiu usina de beneficiamento de algodão. Posteriormente, gerenciou a agência do antigo Banco da Alta Sorocabana que foi adquirido pela Cia. Saad e passou a denominar-se Banco Libanês do Comércio S/A.

No dia 28 de janeiro de 1950, Mario Gracho casou-se com Esther Buchalla Graccho, filha de Abdalla e Messa Buchalla, família de pioneiros de Presidente Prudente. Da união nasceram dois filhos, Mario Gracho Junior e Ricardo Gracho.

Ainda no campo empresarial, foi proprietário de posto de venda de combustíveis e de firma de distribuição de inseticidas agrícolas, bem como presidente da Associação Comercial e Industrial de Presidente Prudente.

Na vida pública, foi eleito vereador em 1952. No ano seguinte, foi guindado à presidência da Câmara Municipal de Presidente Prudente. Dentre os seus projetos que se concretizaram em leis, dois merecem destaque. O que criou o Corpo de bombeiros ( Projeto 45/2, de 07 de agosto de 1952 ).

No ano de 1956, foi eleito Vice-Prefeito. Assumiu a Prefeitura em razão de viagem ao exterior do então Prefeito Antonio Sandoval Netto.


Na sessão solene da Câmara Municipal de Presidente Prudente, datada de 24 de abril de 1971, Mario Gracho foi agraciado com o título de “Cidadão Prudentino”, outorgado pelo Decreto Legislativo n° 13/70, de autoria do Vereador Aurelino Alves Coutinho.


Em 1965, Mario Gracho transferiu residência para a cidade de Santos , onde viveu até 24 de novembro de 1987.

 

Reportar erro

Vereadores - VIGÉSIMA PRIMEIRA CÂMARA - 17ª LEGISLATURA
Vereadores Licenciados da Legislatura
Próxima Sessão

Sessão Ordinária


03/12/2018